quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Eles zombam de nós

Não dá pra ficar com raiva, nem achar engraçado. Isso é algo , do ponto de vista das ciências sociais, extremamemnte preocupante.

A capital de um país não pode ser refém de políticos que desdenham a função pública e concorrem apenas por vaidade pessoal.

É nítida a falta de um projeto político que beneficie a comunidade. A pessoa de Roriz, um exemplo claro do resultado das mazelas da Ditadura Militar, deseja o poder pelo poder, como se o Palácio do Buriti fosse uma extensão de suas fazendas.

É assim que ele se relaciona com a coisa pública: uma prebenda a qual ele e os seus familiares e adeptos tem o direito de ursurpar da população.

No dia 3/10, pense no melhor para o DF.

Vamos excluir, pelo voto, Roriz e sua triste família.

video